Passar para o Conteúdo Principal Top

Reciclar para Ganhar

Âmbito

Proposta de âmbito geral

Freguesia

Santo Tirso, Couto (Santa Cristina e São Miguel) e Burgães

Proponente

Catarina Nunes e Paulo Machado

Data Submissão:

18-11-2019

O Projeto piloto "Reciclar para Ganhar!" nasceu de um concurso de ideias da Lipor e escolheu como cidade para implementação do mesmo, a Povoa de Varzim. Considerando que este é um método de seleção de resíduos aplicado há vários anos noutros países da europa, chega agora ao nosso pais e com especial relevo no nosso distrito. Apesar de ser um projeto também anunciado pelo governo e com implementação nos próximos anos a nível nacional, consideramos que Santo Tirso deve estar na vanguarda nesta matéria, por isso propomos aquisição duma máquina que "converte" resíduos recicláveis em descontos esta máquina seria colocada na entrada de uma escola em que todos tivessem acesso a depositar os resíduos para reciclar, independentemente se serem alunos ou cidadãos que ali passem.

O "Reciclar para Ganhar!” visa potenciar a separação de resíduos por parte dos cidadãos, aumentado de forma significativa os níveis da recolha seletiva e reciclagem dos resíduos de embalagens.

Pretende-se ainda criar um sistema de responsabilidade compartilhada para o destino dos resíduos recicláveis de embalagem, desenvolvendo uma metodologia de fidelização que permita, de uma forma inovadora, proporcionar um método de reconhecimento com a colaboração do cidadão no processo de reciclagem multimaterial. Este reconhecimento terá como base a atribuição de contrapartidas aos cidadãos que entreguem voluntariamente os seus resíduos. Serão recolhidas as seguintes frações de materiais: ECAL, PEAD, PET, embalagens de alumínio, aço e embalagens de vidro. Neste âmbito, esta implementação constitui uma inovação em Portugal, por não existir instalada uma solução que apresente todas estas funções, uma vez que os equipamentos instalados no mercado funcionam de forma individualizada, ou seja, para a recolha de vidro ou para a recolha de PET e embalagens de metal.

No âmbito do projeto será criada uma base de dados para análise quantitativa por tipologia de material. Com base nos dados recolhidos será efetuado um estudo comportamental, serão analisadas três vertentes: comportamento do cidadão face ao incentivo económico; comportamento do consumidor face às embalagens existentes no mercado e análise de "possíveis" novas tendências de consumo.

 OBJETIVOS DO PROJETO

- Incentivar cada vez mais cidadãos para a separação de resíduos,

- Aumentar de forma significativa os níveis da recolha seletiva e reciclagem de embalagens.

Como Funciona?

1. Deposite as Embalagens

Coloque latas, garrafas de plástico e vidro no bocal da máquina.

2. Acumule Pontos

Quando acabar, retire o talão que a máquina emite. Guarde os talões para acumular pontos. Pontos atribuídos:
- PET (garrafas de água ou refrigerantes): 5 pontos
- PEAD (iogurtes líquidos): 3 pontos
- ECAL (pacotes de sumo ou de leite): 3 pontos
- Aço e alumínio (latas refrigerantes): 3 pontos

- Embalagens de vidro (água, sumos, vinho): 2 pontos

3. Troque os Pontos

Quando acumular pontos suficientes, troque por Vales de desconto nas lojas aderentes, entradas nas piscinas municipais.

Troque os pontos na secretaria da escola.

Pontos/Benefícios
- 100 pontos: 1 € de desconto em compras nos estabelecimentos aderentes, num valor mínimo de 5€ 

- 200 pontos: 1 bilhete de autocarro TUST
- 300 pontos: 1 entrada nas piscinas municipais

 

Localização da Máquina

Inicialmente implementar o projeto numa escola do concelho, criação de um projeto piloto na rede de escolas EB 23 e Secundárias do Concelho

PÚBLICO ALVO
O equipamento tem como objetivo chegar a todos os cidadãos, e, por conseguinte, a todas as gerações. apesar de a escolha da localização ser a entrada de uma escola será para agilizar um meio em que todos participem, porque os cidadãos estão  cada vez mais sensibilizados para  a temática da reciclagem, mas a vantagem de se poderem obter benefícios com a iniciativa, ou seja, o facto de haver um retorno, tem a sua quota-parte para o sucesso e recetividade do projeto por parte das diversas gerações.

CONCLUSÃO
Em seis meses, 25 mil toneladas de resíduos de embalagens foram depositadas numa máquina, na Póvoa de Varzim, em troca de recompensas várias. Projecto superou as expectativas. Lusa 13 de Junho de 2019, 13:07

A implementação do  projeto “Reciclar para ganhar” tem provas dadas tem um balanço é extremamente positivo. Passado apenas um mês e uma semana do início da implementação, a iniciativa já contava com dois mil quilos de resíduos atingidos, ou seja, mais de 20 mil embalagens foram depositadas na máquina. Estes números excedem a meta inicialmente estipulada, onde era esperada a recolha de mais de 17 mil embalagens durante os três meses de experiência, valor claramente ultrapassado em apenas um mês. Usando o exemplo piloto, podemos agora, facilmente estabelecer metas e constatar o impacto extremamente positivo – e verde – que esta iniciativa terá num município “eco-friendly” como é o caso de Santo Tirso.